O último do ano

Vai ver, esse é o último post do ano. Vai ver, é aquele post que é, mas nunca devia ter sido. Vai ver, esse ano segue a mesma lógica do post e, por isso mesmo, nem vale a pena ser escrito.

Não foi um bom ano, confesso. Ainda assim, ele me trouxe coisas boas. Fiquei alguns minutos tentando listá-las na cabeça e percebi que, de certa forma, eu consegui atingir alguns objetivos não relacionados a trabalho, algo que eu vinha tentando fazer há um tempo.

Fiz um curso rápido de desenho de moda:

desenho_moda

Virei vocalista de uma banda de rock, quebrando o celibato musical de uns 5 anos:

banda

Visitei a praia (duas vezes!):

Fui ao Rock in Rio e assisti o show do Queen + Adam Lambert:

queen_adam_lambert

Adotei um cãozinho travesso:

Cortei drasticamente o cabelo (mas estou deixando crescer de novo):

bruna

Voltei a ler coisas de que gosto. Na verdade, voltei a ler o que, por si só, já é o suficiente…

Enfim, não foi o ano que eu esperava – até porque eu não esperava nada mesmo… -, mas foi um ano bom. O que incomoda é que é a primeira vez na vida que termino um ano sem saber exatamente como vai ser o outro. E “pisar em ovos” não é algo que deixe qualquer pessoa confortável. Mas, admito, vai ser um novo exercício. Não planejar nada e ver no que dá. Como uma tela em branco. Ou um livro que está prestes a ser escrito. Mais ou menos como esse texto aqui, que começou sem eira nem beira e acabou da mesma forma.

Tá vendo só? 2016 nem começou e já está a cara deste blog… Vamos ver o que mais nos espera.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s