Um fulano qualquer

Sempre quis ter um cachorro chamado Bartolomeu. Aí, no dia em que adotei o Joaquim, olhei para ele e pensei: Joaquim. Naquele momento, ele passou a ser meu de verdade, embora já tivesse preenchido a ficha de adoção e ganhado um kit de ração para adultos (ele era filhote). Esses dias, uma pessoa observou que eu chamo a série How I Met Your Mother de How I Met, como se já tivesse algum tipo de intimidade, já pudesse adotar mais do que o nome e passar para a fase do apelido. O Joaquim já virou Jojô, Joca, mas nunca perdeu o Joaquim; esse nome é a cara dele.

A gente nomeia as coisas e já se sente dono delas ou, pelo menos, consegue aceitá-las melhor. Quando alguém da família morre, eu fico tentando decifrar o tipo de sentimento que me atinge. Dentro do sentimento tristeza tem outras frequências, tipo melancolia, desespero, mas também tem outro sobre o qual evitamos comentar nessas horas, o alívio (não pela morte em si, mas pelo fim do sofrimento, sobretudo naquelas situações trágicas de doenças graves). Isso me ajuda, inclusive, a entender o tipo de sentimento que eu tenho pela pessoa. E eu sempre me surpreendo com o tipo de sentimento que eu tenho pelas pessoas.

Agora, há pouco, vi o pedaço de um episódio de House – porque a outra opção de programa televisivo era o programa do Porchat. Não sei o que estava acontecendo, mas uma mãe aceitou que tirassem da filha dela coisa de 2 ou 3 litros de sangue. Para isso, a menina iria morrer por algumas horas, até que se concluíssem todos os procedimentos clínicos, depois seria “ressuscitada”. A mãe só pareceu convencida, quando o Wilson disse o nome do procedimento que eu jamais serei capaz de reproduzir aqui (porque não lembro mesmo).  Se tem nome, é porque existe e isso dá uma certa segurança. Igual quando a gente encontra uma expressão ou um termo para definir alguém. Fulano de tal é um virginiano clássico. Aquele cara é petralha/coxinha. É diferente de ser um fulano qualquer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s