I called him Morgan

Vi várias vezes a sugestão I called him Morgan no catálogo da Netflix, mas adiei assisti-lo, pois algo me incomodava na descrição do filme. Por um lado, pensei que seria mais um filme que demonizaria a mulher assassina confessa do músico. De outro lado, pensei que o documentário se ocuparia mais do crime e menos da música. Duplo engano.

I called Lee Morgan conta a vida do trompetista, desde o início da carreira, ainda menino, até o dia de sua morte. Na película, acompanhamos o quanto Lee impressionou músicos como Coltrane, Gillespie e, sobretudo, Art Blakey, com quem dividiu o palco na banda Art Blakey and The Jazz Messengers.

A narrativa faz o contraponto com a vida de Helen, mas não a descreve simplesmente como a esposa de Lee (ou como a assassina dele), mas como uma mulher importante em seu meio. Amiga de músicos, interessada por jazz e por culinária, Helen era o que hoje chamaríamos de “empreendedora”. Nunca quis ter um patrão. Buscou a independência numa época em que ser mulher já era sinônimo de ser subalterna.

Quando conheceu Morgan, ele já tinha sucumbido ao vício em heroína e, não fosse ela, talvez o músico não tivesse a relevância que chegou a ter. Mais do que ser companheira e tê-lo ajudado a superar o vício, Helen ajudou Lee a conduzir a sua carreira. Não é exagero dizer que ela o salvou e o tornou o músico que ele foi.

O filme dá voz à própria Helen, permitindo que ela relate o que vivenciou ao lado de Morgan e, mesmo com o desfecho terrível da história dos dois, I call him Morgan soube equilibrar muito bem a relevância da personalidade de Helen na vida de Lee sem sacrificar a imagem dela como companheira. É quase uma aula de como apresentar uma personalidade incrível de alguém que foi capaz de cometer um erro terrível e de escancarar que qualquer um pode estar sujeito a cometer um erro terrível.

 

Não conhece Lee Morgan? Ouça-o aqui com a banda Art Blakey and The Jazz Messengers.

Anúncios

2 comentários sobre “I called him Morgan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s