Don está com a mulher que é o começo de tudo, a mulher com quem até o momento ele se sente à vontade para falar de suas indecisões criativas; há um tom terroso, beira o bege, indício de paixão que desaquece e perde a brasa. É meio de semana. Provavelmente quarta. Uma quarta-feira nunca tem […]

Contém spoiler

Um spoiler não deveria estragar um filme inteiro, mas geralmente estraga. Eu não vi Game of Thrones, mas li que Arya Stark disse a frase “Not today” para outro personagem e só de contar isso ao meu marido, estraguei todo o episódio que depois ele assistiu. Eu entendo quem odeia spoiler. É sacanagem passar 3 […]

Uma chatice fazer aula de canto. Mentira, é bem legal. Legal só porque te ajuda a cantar melhor, claro. Legal só quando você começa a notar melhoras. Todo mês eu acho que estou um pouco melhor, o que é bom, sim, mas também irritante, porque eu nunca me apresento do jeito que eu queria e […]

Robert Johnson e o demônio do blues

Não sei se Robert Johnson, caso pudesse voltar no tempo e reescrever a sua história, teria optado por uma vida comum, livre do estigma que se criou (e que ele alimentou) para si mesmo. É certo, no entanto, que ele teve poucas escolhas a fazer e que por isso, conhecera o inferno. A contrapartida – […]

– Juçara Marçal, “Toque certeiro, pra onde apontar” –

Me sinto uma anã tentando escalar sem muito sucesso os ombros de gigantes, ao tentar esboçar qualquer coisa sobre Metá Metá. Um trio que une a experiência afro-eletro-punk de Kiko Danucci, o sax abrasivo de Thiago França e a voz inquietante de Juçara Marçal numa combinação que não tem nada de adocicada. Metá Metá é […]